domingo, 6 de outubro de 2013

Blogueiro: agora sou eu!

Confesso que nunca fui fã da arte de escrever. Na época escolar a pior tortura para mim era a bendita redação. Falta de idéias, de assunto, eram comuns quando se tratava de redigir textos. Era uma dificuldade enorme que me fazia acreditar que era um castigo. A gramática não era um problema, mas o simples fato de ter que tirar das minhas idéias alguns parágrafos sobre algum assunto proposto, era sofrimento na certa. Sei que existia a necessidade de escrever para abrir novos horizontes, treinar a mente, já que até hoje a redação ainda é a principal nota de um Vestibular. Mas foi dureza passar por esse desafio. Eu era muito apegado nas matérias lógicas e decorativas. Geografia, matemática, história, química eram minhas matérias preferidas.

Depois de muitos anos fui surpreendido por uma estranha vontade de escrever. Não sei se fui estimulado pela descoberta dos blogs ou se era uma aptidão que do nada resolveu aflorar. Pensando melhor posso arriscar em dizer que a minha paixão ou quase vício pelos Computadores, fizeram nascer essa vontade quase que insana por escrever. A substituição do antigo papel e caneta pela tecnologia me trouxe o prazer de escrever e se tornar um blogueiro.

A arte de ser blogueiro e poder expressar minhas opiniões, meus pensamentos, minhas experiências de vida e meus segredos é muito excitante. Ouso em dizer que é quase prazer orgástico. Tenho muito prazer em escrever e poder compartilhar com meus amigos.  Como eu já disse em outro post, a sensação de coceira no cérebro e um formigamento inquietante nos dedos me excita em dissertar no blog.

O ser humano é totalmente inexplicável. Como um dom que eu não tinha no passado, tendo até mesmo uma aversão, aflorou dentro de mim com tanta alacridade? A fórmula PC+texto está desenvolvendo cada vez mais esse mero escritor. Minhas veias estão sendo encharcadas por essa maravilhosa fórmula como se fosse uma droga ou um medicamento. 

Agora sou um viciado em blogs sem sombra de dúvidas. Não sei se existe cura para esse vício. Apesar que não quero ser curado. Quero cada vez mais mergulhar nesse mundo. Com certeza além do prazer em escrever, estou ganhando mais amigos, mais conhecimento, mais inteligência enfim, só tenho a comemorar com a descoberta desse novo dom em mim.

Estou aos poucos aprendendo a lidar com essa maneira de escrever. Como uma criança quando ganha um brinquedo novo que brinca e brinca querendo desvendar e se divertir, estou assim fazendo o mesmo com o blog. Descobrindo maneiras e recursos a cada dia, meu blog se transforma em meu brinquedo. 

Após a publicação dos meus posts fico na expectativa dos comentários. São eles que me dão o incentivo de escrever muito mais. Não sei como agradecer vocês, meus amigos, que estão me seguindo. Acredito que os seguidores devem ter sentindo que quando escrevo coloco em meus textos minhas verdades e depoimentos do meu íntimo. Abro meu coração e me exponho sem receio dos comentários que talvez possam ser contrários aos meus pensamentos. Escrever está além de descrever fantasias. O imaginário é bom, mas escrever sobre nós é muito mais difícil. E é isso que eu me propus, descrever sobre mim. Parágrafos de vida, de sonhos, de verdades são escritos no meu blog transmitindo para quem lê minhas emoções.

Não quero transformar meu blog em uma autobiografia. Eu estaria sendo presunçoso e além disso não tenho tanta história assim para contar. Sou uma simples pessoa brincando de escrever. Navego e leio outros blogs buscando histórias iguais a minha, assim tenho mais idéias para os próximos posts. Acredito que muitos blogueiros devem seguir os mesmos passos.

Espero sempre poder contar com vocês meu amigos e seguidores para que eu possa se sentir vivo através do meu blog. O amor pelo que faço é uma realidade cada dia maior. Com carinho escrevo e espero pode transmitir em palavras todo o meu sentimento para vocês. A participação dos membros do blog é muito importante para mim. Seus comentários só vem enaltecer e enriquecer meus textos.

Muito obrigados a todos!

Abraços!